Cirurgia de Peyronie: quando optar por essa solução

Antes de falar da Cirurgia de Peyronie preciso dizer primeiro o que é essa doença.

Esse nome provém de um cirurgião francês – François Gigot de La Peyronie – que em 1743 descreveu essa anomalia caracterizada pelo endurecimento de tecido, formando placas fibrosas no corpo cavernoso do pênis.

Desde então, essa anomalia recebeu seu nome, o que é comum no âmbito científico.

A doença de Peyronie costuma se manifestar em homens mais maduros, com mais de 50 anos, e o sintoma principal é a presença de nódulos, em placas fibróticas no pênis, comprometendo a elasticidade do mesmo.

A Cirurgia de Peyronie é uma opção a se considerar quando o homem é acometido por esta doença. 

Infelizmente, não há um modo certo de se evitar o desenvolvimento do problema, o que pode assustar muitos homens.

Afinal, a imagem do pênis para muitos é importante. 

Logo, ter um pênis “defeituoso” pode ser uma questão bem complicada na mente de muitos. 

Existe uma auto-cobrança muito grande, e durante um ato sexual o próprio homem acaba percebendo a deformação e consequentemente se frustra.

Esse processo pode levar o indivíduo ao isolamento, bem como evitar situações sociais ou até mesmo sexuais. 

Mas, em muitos casos, tanto com o uso de medicamentos adequados como a reparação cirúrgica é aplicável, podendo resolver a doença de Peyronie.

 

Leia o artigo sobre: Doença de Peyronie: quais são os tratamentos

 

 

vida-normal-com-peyronie

É possível ter uma vida sexual normal com Peyronie?

Se a fibrose é localizada e causou uma deformidade pequena no tecido elástico do pênis, que não atrapalhe sua rigidez, é possível conviver com esse problema sem intervenção cirúrgica.

Se a fibrose estabilizou e não progrediu, se a ereção está mantida e preservada, não causando a disfunção erétil, pode-se viver normalmente sem necessidade inclusive de tomar qualquer medicamento.

Você pode me perguntar: 

Mas como vou saber se está estabilizada ou não a minha fibrose?

Quando essa fibrose após 3 a 6 meses não ocorrer mudanças no padrão da deformidade peniana, sendo que essa avaliação da deformidade deve ser sempre em ereção máxima, pois caso apareça o problema ela se manifestará em sua totalidade na curvatura.

Se essa fibrose nesse período não melhorou e nem piorou, sugere que ela está num processo de maturação e o uso de medicamentos não será benéfico.

Se a fibrose causou uma deformidade no pênis, que prejudica a penetração, e perdeu a firmeza no movimento, com movimentos que escapam ou atrapalhem manter ou ter uma ereção satisfatória, essa fibrose precisa de tratamento, seja com medicamento ou com cirurgia.

Ou seja, nos dois casos, tanto com a estabilização da fibrose ou avanço, você precisa saber que existe tratamento.

Por isso que sempre recomendamos que você faça uma consulta com um médico especialista, e solicite ajuda e informações a respeito.

Além disso, participe tudo a sua companheira, para que haja um entendimento e busca de uma solução em conjunto. 

Isso permitirá que a sua vida em família seja preservada, confie nisso!

Se isolar é a pior forma de encarar esse problema.

Em 80% a 90% dos casos, esse problema afeta demais o emocional, por perder a confiança, por ter perdido tamanho do pênis.

Novamente, não fique parado sem procurar uma solução, ela existe de forma evoluída e com resultados excelentes.

 

 

cirurgia-peyronie-vantagens

Cirurgia de Peyronie – Vantagens

Considerando as informações acima, uma das vantagens da cirurgia de Peyronie é para que o homem se sinta confiante e confortável com seu corpo novamente.

Sendo também fundamental para uma boa saúde, considerando que a própria medicina atualmente não se divide entre saúde mental e saúde física. 

Afinal, a mente e o corpo estão muito relacionados.

Mas ao mesmo tempo é necessário que se avalie os prós e contras da cirurgia. 

Dessa forma, é preciso consultar um médico especializado para entender o seu caso específico e observar vantagens e riscos da cirurgia. 

A opinião de especialistas sobre o assunto, diante de cada caso em específico é o mais indicado.

 

 

doença-peyronie-tratamento

Doença de Peyronie – Como tratar

Apesar de não ser exclusividade, a doença de Peyronie é mais comum em homens por volta dos 50 anos, mas pode se desenvolver em Homens mais jovens.

Alguns meninos, por exemplo, pode apresentar uma deformação da curvatura do pênis.

Sendo assim, uma das principais formas de se tratar este problema sem a cirurgia de Peyronie é a prevenção. 

Exames regulares podem ajudar no tratamento não só desta doença, mas de muitas outras. 

Por isso é muito importante o acompanhamento anual com médico especialista.

Também é importante frisar que existem alternativas menos invasivas que a cirurgia de Peyronie para o tratamento da doença. 

Por exemplo, a medicação oral ou mesmo a utilização de prótese intracavernosa para correção, são outras opções que podem ser consideradas. 

Mesmo assim é necessário identificar se a doença está em sua fase crônica ou aguda, isso porque a fase aguda é marcada por inflamação frequente e dor.

Mas o tratamento pode sim acontecer por meio de medicação para o controle de dor e curvatura, e com episódios que podem durar até um ano e meio. 

Pode-se realizar ainda uma fisioterapia, sempre com o pênis flácido para que não agrave a lesão, entortando-o para o lado oposto do surgimento da fibrose.

Nesta fase considerada inicial, não é recomendado a operação. 

Pois neste caso as vantagens da cirurgia de Peyronie não são tão importantes. 

Já na fase crônica, tratamentos como a cirurgia de Peyronie, ou mesmo o uso de prótese, são mais indicados.

Ainda assim, reforçamos a importância da consulta médica, pois mesmo em casos crônicos é possível que medicamentos sejam o suficiente para controlar a doença.

 

 

peyronie-tem-tratamento

Tenha em mente que Peyronie é uma condição tratável

Mesmo que seja um assunto complicado para a auto-estima de qualquer homem, é importante que você entenda que Peyronie é uma doença tratável. 

Seja através de cirurgia ou medicamentos, os resultados podem ser bastante positivos.

Por isso, realize exames preventivos e visite o seu médico de confiança de forma regular. 

E ao ter o diagnóstico confirmado, busque as melhores opções para o seu caso específico.

 

Peyronie – Algumas recomendações básicas

  • Fique atento caso você note alguma placa apalpando o seu pênis, mas não se preocupe caso não haja desconforto na sua atividade sexual. Se houver dor, procure um especialista;
  • Ansiedade e preocupação demasiada pode afetar diretamente a sua vida sexual e pode causar disfunção erétil. Nossa mente pode atrapalhar bastante nesse processo. Somente relaxe e se controle.
  • Homens que se utilizam de aparelhos para aumentar o volume do pênis, devem interromper o uso imediatamente, pois pode agravar seriamente o trauma.
  • Por fim, a doença de Peyronie não causa risco a saúde dos Homens.

 

Se gostou do artigo, peço que compartilhe em suas redes sociais e com seus amigos, pois isso nos motiva a escrever outros conteúdos tão importante quanto esse.

O desejo e a meta do Blog Saúde do Homem, é que alcancemos o maior número de pessoas que precisam das informações que tratamos em nossos artigos.

Nos ajude a divulgar…

Sobre mim ...

Entusiasta sobre a Saúde do Homem, Nutrição e Esporte, afim de trazer informação relevante sobre qualidade de vida para o Homem maduro.

Nosso foco ...

Separe um tempo para se informar sobre algumas doenças que podem surgir no decorrer da sua vida, principalmente as que envolvem a sua libido e o seu prazer sexual. Falar sobre esses temas faz parte do nosso foco, e queremos ajudar o maior numero de homens que, por vergonha, evitam querer se expor e perdem a oportunidade de conhecer sobre essas doenças e se cuidarem. Estamos aqui para isso, ajudando e tratando de certa forma para que a sua saúde possa ser plena e controlada. Blog sobre Saúde do Homem!

Artigos Recentes

Me siga no Facebook

Cadastre-se e receba nossa Newsletter

Não fazemos SPAM fique tranquilo!

error: Content is protected !!